Brasileirinho - PrincipalMande Notícias!

Agência de Notícias Brasileirinho

Boletim de 17/12/09

NOEL ROSA, AUTOR DE RADIOTEATRO
Três textos para radioteatro encerram a série que
publicamos com textos do Poeta da Vila

A atividade de Noel Rosa como autor de textos para radioteatro é pouco conhecida e raramente comentada. Entre agosto de 1935 e fevereiro de 1936, o Poeta da Vila trabalhou na Rádio Clube do Brasil, por indicação de seu ex-parceiro de Bando de Tangarás, Almirante. Havia poucos meses que Noel voltara de Belo Horizonte, onde fora se tratar da tuberculse, quando o amigo o indicou para a direção da emissora. A princípio, Noel deveria catalogar os discos do acervo da rádio e auxiliar no controle do pagamento dos cachês. Mas em seguida entusiasmou-se com duas idéias de Almirante, que deram origem aos textos que publicamos hoje: os esquetes cômicos Conversas de Esquina e as operetas radiofônicas Ladrão de Galinha e O Barbeiro de Niterói (há uma terceira opereta, também deste período, intitulada A Noiva do Condutor, que Noel escreveu em parceria com o maestro Arnold Glückmann).

Os textos das Conversas de Esquina se destinavam a serem encenadas, ao vivo como era toda a programação de rádio da época, entre a execução de dois números musicais. O material não é original: Noel partiu de piadas e textos publicados em almanaques e revistas. Foi a única parte de sua obra escrita para rádio que foi ao ar em vida do autor.

O traço noelesco está mais visível em Ladrão de Galinha e O Barbeiro de Niterói, as duas operetas radiofônicas que Noel escreveu sozinho, e que portanto se acham em domínio público desde o princípio de 2008. A segunda delas é uma adaptação da famosa ópera O Barbeiro de Sevilha, do italiano Gioacchino Rossini; já a primeira é um texto original de Noel. Na parte musical de ambas, Noel recorreu a paródias de músicas que eram sucesso na época. O Barbeiro... contém sátiras das valsas "Teus Ciúmes" (Lacy Martins - Aldo Cabral) e "Boneca" (Benedito Lacerda - Aldo Cabral) e do samba "Cordiais Saudações", do próprio Noel, além de citações de "Por Teu Amor" (Francisco Alves - Orestes Barbosa) e "Que Vale a Nota sem o Carinho da Mulher" (Sinhô). Já em Ladrão de Galinha ouvem-se adaptações de vários sucessos de carnaval: "Marchinha do Grande Galo", de Lamartine Babo e Paulo Barbosa, "Ganhou, Mas não Leva", de Benedito Lacerda e Milton Amaral, "Foi Ela", de Ary Barroso, e "Palpite Infeliz", do próprio Noel. O texto, que Almirante conservou e radiofonizou no 14º programa da série No Tempo de Noel Rosa, na Rádio Tupi (Rio de Janeiro), em 6 de julho de 1951, é bastante simples, a ponto de João Máximo e Carlos Didier considerarem-no apenas um esboço.

É possível, mesmo, que Noel viesse a desenvolver mais o texto de Ladrão de Galinha, pois da outra opereta, O Barbeiro de Sevilha, nos chegaram duas versões: a primeira, conservada por Almirante e igualmente levada ao ar no programa já citado de 1951, é bem mais simples que a segunda, publicada por Máximo e Didier em 1990 no livro Noel Rosa: Uma Biografia. Eles nada comentam na obra sobre a existência da outra versão. Já os textos que Almirante conservou, a pedido da família de Noel, foram incluídos no livro No Tempo de Noel Rosa.

Em 2004, o grupo teatral paulista Cia. de Domínio Público adaptou os textos de Ladrão de Galinha e O Barbeiro de Niterói para o palco, montando assim o espetáculo Operetas de Noel Rosa.

(Fabio Gomes/ Agência de Notícias Brasileirinho)

ARQUIVO

13/11 30/10 13/08 04/05 01/04 30/01 29/01 12/01 08/12 07/12 14/11 12/11 11/11 06/11 03/11 17/10 19/09 16/09 13/09 08/09 05/09 02/09 27/08 26/08 14/08 07/07 27/06 26/06 13/06 05/06 23/05 19/05 08/05 07/05 06/05 05/05 30/04 29/04 28/04 25/04 23/04 22/04 18/04 17/04 15/04 14/04 11/04 03/04 01/04 31/03 26/03 24/03 20/03 19/03 18/03 12/03 11/03 10/03 07/03 05/03 04/03 29/02 28/02 27/02 26/02 25/02 22/02 21/02 20/02 19/02 14/02 13/02 12/02 11/02

Qualquer veículo de comunicação pode reproduzir nossos boletins, bastando que mantenha os créditos da matéria e à Agência de Notícias Brasileirinho.

Publicou nosso boletim? Então nos avise, para que lancemos essa informação na página da matéria reproduzida.

Se você é jornalista e quer enviar textos, fotos ou entrevistas em áudio (MP3) para serem publicadas pela Agência, Mande Notícias! clicando aqui!
Copyright © 2009. É proibida a reprodução total ou parcial
do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais