Brasileirinho - PrincipalMande Notícias!

Agência de Notícias Brasileirinho

Boletim de 04/05/09

SANTANDER CULTURAL APRESENTA
DOCUMENTÁRIO INÉDITO SOBRE NOEL ROSA
Vídeo inclui entrevistas com Chico Buarque e Braguinha e
será apresentado no sábado na Oficina de Choro e Samba

Hoje completam-se 72 anos da morte de Noel Rosa, um dos maiores compositores brasileiros. Para assinalar a data, a Oficina de Choro e Samba do Santander Cultural (Porto Alegre), em parceria com o site Brasileirinho, exibe no sábado, 9 de maio, o vídeo De Minas a Noel, inédito nos cinemas. Também serão projetadas em telão charges desenhadas pelo próprio Noel Rosa. O editor do site Brasileirinho, o jornalista Fabio Gomes, fará a apresentação da sessão.

Noel Rosa compôs muito no pouco tempo que viveu. Nascido em 11 de dezembro de 1910 no Rio de Janeiro, deixou um legado de 258 músicas, entre as quais clássicos da música popular brasileira como "Com que Roupa?", "Palpite Infeliz", "Fita Amarela", "Conversa de Botequim" e "Feitiço da Vila" (as duas últimas em parceria com Vadico). Morreu em 4 de maio de 1937, em decorrência da tuberculose.

O documentário a ser exibido foi realizado em 1987 por Ana Cristina Rodrigues, Carla Cristina Amaral, Luciane Machado, Marília Lopes e Wanda Lucia Aguiar, que na época estudavam Letras na Faculdade de Muriaé, interior de Minas Gerais. O que era para ser apenas um trabalho curricular para a cadeira de Teoria Literária transformou-se num precioso documento sobre a música popular brasileira. O vídeo contém depoimentos dos compositores João de Barro, o Braguinha, e Alcyr Pires Vermelho (respectivamente parceiro e amigo de Noel), já falecidos, além de entrevistas com Chico Buarque, Paulo Carvalho, Hélio Lopes e Ruy Faria (então integrante do MPB-4, que na ocasião excursionava pelo Brasil com o show Feitiço Carioca, homenageando Noel no cinquentenário do seu falecimento).

O jornalista Fabio Gomes mantém no site Brasileirinho uma área denominada Projeto Noel Rosa, através da qual divulga a obra em domínio público do compositor, como: suas charges; um filme de 1929 em que Noel aparece tocando violão; e todas as gravações originais de suas músicas realizadas até 1938 por diversos artistas, inclusive o próprio Noel, um dos primeiros compositores brasileiros a ser seu principal intérprete, algo comum hoje, mas raro na década de 30.

A sessão acontece na Sala Leste do Santander Cultural (Rua Sete de Setembro, 1028, Praça da Alfândega, Centro, Porto Alegre), no sábado, 9/5/09, a partir das 15h, com entrada franca. A exibição de De Minas a Noel constitui uma atividade especial da Oficina de Choro e Samba mantida há cinco anos pelo Santander Cultural com a coordenação do músico Luiz Machado; o público pode assistir gratuitamente os ensaios abertos dos grupos da Oficina, todos os sábados, das 14 às 17h.

(Agência de Notícias Brasileirinho)

Copyright © 2008. É proibida a reprodução total ou parcial
do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais