Brasileirinho - PrincipalBoletim de hoje

Mande Notícias!

 

Agência de Notícias Brasileirinho

Boletim de 7/7/08

ARACY DE ALMEIDA E ALMIRANTE CANTAM
NOEL ROSA NO SITE BRASILEIRINHO
Projeto Noel Rosa começa a divulgar íntegra dos fonogramas
assinados pelo Poeta da Vila que estão em domínio público

Entre os objetivos do Projeto Noel Rosa do site Brasileirinho, um dos mais importantes é a difusão da íntegra de sua obra que se encontra em domínio público. Incluem-se aí todos os fonogramas gravados até o final de 1937 e relacionados de algum modo a Noel Rosa - seja ele autor, intérprete, ou músico-acompanhante das gravações. A primeira etapa foi concluída em junho: a divulgação da obra de Noel como cantor ficou completa com a disponibilização no site do único samba que o Poeta da Vila gravou assinado por outro autor: "Sentinela, Alerta", de Ary Barroso.

A segunda etapa começou a ser executada no domingo, 6 de julho, e deve estar finalizada até o mês de agosto. Trata-se da disponibilização, no link www.brasileirinho.mus.br/noelrosa/radio2.htm, de todos os 113 fonogramas que estão em domínio público e de que Noel Rosa é autor ou co-autor. O conjunto abrange a totalidade da obra de Noel Rosa lançada durante sua vida e nos meses seguintes à sua morte.

- Embora numericamente represente menos da metade do total de suas 259 composições, pode-se dizer que este é o repertório que consagrou Noel Rosa como um compositor excepcional ainda em vida - afirma o jornalista Fabio Gomes, editor do Brasileirinho e responsável pelo Projeto Noel Rosa. - Das músicas que só foram gravadas postumamente, apenas o samba "Três Apitos", lançado por Aracy de Almeida em 1951, se tornou um clássico da música brasileira; mesmo "Pela Décima Vez", gravado também por Aracy em 1947 e que Noel, em entrevista de 1935, apontou como sua obra preferida, não chega a ser tão conhecida do grande público.

A seleção de estréia reuniu dois dos principais intérpretes de Noel: Almirante e Aracy de Almeida, com 12 músicas cada:

- Aproveitei a feliz coincidência de que ambos gravaram o mesmo número de músicas para colocá-los juntos, pois isto acabou tornando mais especial o lançamento da página. Almirante foi o principal intérprete de Noel no começo da carreira, papel que coube a Aracy nos últimos anos. Além disso, ambos colaboraram com a redescoberta da obra de Noel a partir de 1951: Almirante, produzindo o programa No Tempo de Noel Rosa na Rádio Tupi, e Aracy gravando uma série de discos na Continental, com arranjos especiais de Radamés Gnattali, numa edição luxuosa com capa de Di Cavalcanti - comenta Fabio Gomes.

O repertório traz grandes sucessos como "Eu Vou pra Vila" e "O Orvalho Vem Caindo", sucessos de Almirante, e "Palpite Infeliz" e "Último Desejo", na voz de Aracy. É importante destacar também que, em seis das músicas gravadas por Almirante, Noel participou da gravação, como integrante do Bando de Tangarás. Este, aliás, é o foco da terceira etapa da divulgação dos fonogramas relacionados a Noel Rosa: a difusão das gravações em que ele atuou unicamente como músico-acompanhante, nos grupos Bando de Tangarás, Turma da Vila e Batutas do Estácio. Esta etapa ainda não tem prazo para execução, pois não se sabe ao certo quantos e quais seriam estes fonogramas, já que as biografias disponíveis de Noel dão pouco destaque a sua atuação como instrumentista.

A cada semana, um novo lote de 12 a 17 fonogramas, equivalente ao repertório de um CD, será incluído na página. Já estão programadas seleções especiais com a íntegra da obra de Noel nas vozes de Mário Reis (solo) e Francisco Alves (este, em duas edições: uma solo, outra em duetos com Mário Reis e outros intérpretes), além de três outras seleções com vários artistas, até se completar os 113 fonogramas da segunda etapa.

(Agência de Notícias Brasileirinho)

Copyright © 2008. É proibida a reprodução total ou parcial
do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais