Brasileirinho - PrincipalBoletim de hoje * Mande Notícias!

 

Agência de Notícias Brasileirinho

Boletim de 17/10/08

PARA CANTAR COM FRANCISCO ALVES EM DUETO
Pacote especial de músicas comemora os 6 anos do
site Brasileirinho, completados nesta sexta

Na semana em que comemora seu sexto aniversário, o site Brasileirinho completou a disponibilização dos fonogramas de autoria de Noel Rosa que se encontram em domínio público. Na terça, 14 de outubro, entrou no ar na Rádio Brasileirinho - Noel Rosa compositor uma seleção especial de músicas, reunindo as 12 gravações de Francisco Alves em dueto com Mário Reis, Aurora Miranda, Castro Barbosa, Madelou Assis e Carmen Miranda, além de um bônus: as 3 músicas de Noel que Carmen Miranda lançou. Com estas 15 músicas, são ao todo 157 as gravações disponíveis no site em que Noel Rosa é autor e/ou intérprete, registradas até 1937.

O pacote desta semana traz músicas gravadas entre 1931 e 1936, sendo o grande destaque mesmo os 9 fonogramas da dupla Francisco Alves & Mário Reis, incluindo o clássico "Fita Amarela". Um destes fonogramas levou décadas para chegar ao conhecimento do público, através de lançamento em fita pela Collector's: um arranjo mais lento do samba "Estamos Esperando". Como na época gravavam juntos cantores e músicos, sem os play-backs disponíveis hoje, cada sessão (ou take) equivalia a uma gravação diferente.

Outro clássico incluído no lote é "Feitio de Oração", de Noel e Vadico, que Francisco Alves gravou em dueto com Castro Barbosa. Uma gravação curiosa em que Chico aproveitou a semelhança de sua voz com a de Castro para antecipar em algumas décadas o efeito de gravação em dois canais (stereo). O que indica que Chico não havia se incomodado com a série de discos que, no rastro do sucesso da dupla Francisco Alves & Mário Reis, Castro Barbosa gravara com Jonjoca, cuja voz lembrava a de Mário. Algumas músicas de Castro Barbosa & Jonjoca estão disponíveis no lote de duetos que lançaram Noel; no samba "Dona do Lugar", tem-se mesmo a sensação de ouvir Francisco Alves & Mário Reis.

Além de antecipação do stereo, o lote traz uma demonstração de como Noel Rosa tinha senso de marketing, isso quando esta palavra ainda não estava incorporada ao vocabulário cotidiano. Até o final de 1931, os principais intérpretes das músicas de Noel eram ele mesmo e seus parceiros do Bando de Tangarás. Só uma fora gravada até então pelo cantor de maior sucesso da época, Francisco Alves (a marcha "Gosto, Mas não é Muito...", parceria com Chico e Ismael Silva). Quando Chico foi gravar outra marcha sua ("Palpite", parceria com Eduardo Souto), Noel apresentou-lhe o samba "É Preciso Discutir", que escrevera especialmente para que gravasse com Mário Reis (a quem coube o famoso verso "Para cantar com Francisco Alves em dueto"). A partir daí, tornou-se um dos compositores preferidos de Chico e de Mário, gravando juntos ou separados (ou, no caso de Chico, também com outros parceiros vocais).

(Fabio Gomes/ Agência de Notícias Brasileirinho)

Copyright © 2008. É proibida a reprodução total ou parcial
do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais