Brasileirinho - PrincipalMisture e Mande

Arquivo

Mistura e Manda

Nº 110 - 18/7/2005

CAMPEÕES DA SEMANA
Mais lidos entre 10 e 16/7

1) Roberto Carlos e a Religião - 253
2) Samba e Indústria Cultural (1916-40) - 119
3) O Trabalho na Música Popular Brasileira - 110
4) Bachianas Brasileiras - 99
5) Festas de Arromba do Samba - 96

Obs: em número de acessos
Letícia no Fama

Na estréia da edição 4 do Fama (TV Globo), sábado, 16, a cantora Letícia Martins, que ficara entre os 3 menos votados pelo público, foi mantida no programa por decisão unânime dos jurados. Felizmente, pois poucos estiveram tão à vontade no palco quanto Letícia, que cantou suavemente "Aviso aos Navegantes", de seu ídolo Lulu Santos.

Para quem não está ligando o nome à pessoa, trata-se da cantora gaúcha, ex-integrante da The Hard Working Band, que mora em São Paulo desde 2002 e é a musa do Mistura e Manda (lembre por que no Mistura nº 52). Até há pouco tempo, ela apresentava-se como Letícia Oliveira - aliás, é este o nome que dá título à sua página no site do Fama.
(Fabio Gomes)
***

Roberto: Cenas do próximo disco

Primeiro, foi a inclusão na trilha sonora da novela América (TV Globo) de "A Volta" (Roberto Carlos - Erasmo Carlos)(*), gravada por um dos autores, Roberto Carlos (sucesso com Os Vips em 1967). Depois, a novela Alma Gêmea trouxe o Rei interpretando "Índia" (versão de José Fortuna para a guarânia de Manuel Ortiz Guerrero e José Asunción Flores), êxito em 1952 com Cascatinha e Inhana e que batizou o LP de Gal Costa em 1973. A música já foi gravada de várias formas - como samba, baião e bolero - desde o primeiro registro feito no Brasil por Amado Smendel em 1942.

O que chama a atenção, em termos da carreira de Roberto, é que, pela primeira vez em mais de 30 anos, circulam no mercado gravações suas que não sejam participação especial em disco de outros nem de seu disco do ano anterior (até porque em 2004 ele lançou apenas DVD, e não CD). As últimas foram "É Preciso Saber Viver" (parceria com Erasmo) e "Eu me Recordo (Yo te Recuerdo)" (versão de Roberto para música de Armando Manzanero), em compacto simples lançado em setembro de 1974 (ambas devidamente incluídas no LP daquele ano). Em função disso, imagino que "A Volta" e "Índia" entram no próximo CD. A última vez em que um avulso lançado durante o ano ficou de fora do disco anual de RC foi em 1970 - "A Palavra Adeus" (Fred Jorge), lado B de um compacto que trazia ainda "120...150...200 Km por Hora" (parceria com Erasmo).

(F.G.)

(*) Importante: esta música é de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, e não apenas de Roberto Carlos, como constou nesta página até 12/2/2006. Pedimos desculpas aos nossos leitores e a Erasmo Carlos pela omissão ora corrigida.

(Fabio Gomes)

***

Diamantina propicia diálogo entre música e artes plásticas

Durante o 37º Festival de Inverno de Diamantina, que iniciou no domingo, 17, e vai até dia 30, o fotógrafo Paulo Baptista, o pintor Mário Zavagli, o gravador Clébio Maduro, o desenhista Mário Azevedo e o escultor Fabrício Fernandino estarão na cidade mineira buscando traduzir a cidade colonial mineira em termos plásticos.

O projeto, intitulado Um Olhar sobre Diamantina, resultará numa exposição e num livro a ser lançado em novembro. Para o responsável pelo texto de abertura do livro, o professor da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG Ricardo Fenati, "Diamantina é uma cidade de intensa tradição musical. Seja por pessoas como Lobo de Mesquita ou pelas serestas e vesperatas. Nós estamos aproximando as artes plásticas de uma dinâmica que já é comum no campo da música e da literatura".

(F.G.)

Copyright © 2005. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais.