Brasileirinho - PrincipalMisture e Mande

Arquivo

Mistura e Manda

Nº 151 - 11/12/2006

Luiz Gonzaga em dicionário

Quem mais gravou músicas no Brasil? Até agora, sempre se disse que foi Francisco Alves, o Rei da Voz. O novo lançamento do jornalista Assis Ângelo, Dicionário Gonzagueano, de A a Z, garante que esta coroa pertence a outro Rei: o do Baião. Esta é uma das revelações da obra, um levantamento completo sobre a carreira do compositor e cantor pernambucano.

O livro traz depoimentos de parceiros de Gonzaga, como Dominguinhos, Sivuca e Hermeto Paschoal, além de fotos e completo levantamento de discografia brasileira e estrangeira - incluindo o recente CD-homenagem lançado nos EUA em que Bebel Gilberto canta "Juazeiro" e David Byrne, "Asa Branca". Ângelo situa o lançamento internacional do baião como tendo sido promovido por Carmen Miranda, a partir da inclusão de "Baião" (numa versão rumba assinada por Ray Gilbert e rebatizado como "Caroom´pa pa´") numa cena do filme Nancy Goes to Rio (direção de Robert Z. Leonard, 1950; no Brasil, foi exibido com Romance Carioca).

Assis Ângelo descobriu meia centena de músicas de Luiz Gonzaga e parceiros inéditas na sua voz. Até agora, já foram publicados 18 livros e mais de uma centena de folhetos de cordel sobre o artista, além de existir mais de uma centena de títulos musicais citando Luiz Gonzaga. O lançamento acontece em São Paulo, no dia 13 de dezembro - aniversário de "Lua" e também, a partir de agora, o Dia Nacional do Forró, devido a uma lei de iniciativa da deputada federal Luiza Erundina.

(Fabio Gomes)

* * *

Trovadores do Bem

O grupo Trovadores Urbanos foi criado há 16 anos para reviver a prática das serenatas. Desde 2002, além de atender solicitações de namorados, eles também levam sua arte aos pacientes da Ala Infantil do Hospital do Câncer (São Paulo). A data será comemorada na sexta, 15, a partir das 9h, onde eles farão o que sempre causa tanta alegria: percorrerão os quartos, o ambulatório e a UTI do Hospital, interagindo com as crianças e acompanhantes, relembrando clássicos infantis, atendendo a pedidos e fazendo paródias com o nome, os gostos e os sonhos dos pacientes.

Uma das integrantes do grupo, Maida Novaes, afirma que “a música é a forma encontrada pelo grupo para levar alegria e amor aos pacientes durante o difícil tratamento de quimioterapia e radioterapia que as crianças enfrentam e que costuma demorar vários anos”.

A convite da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, os Trovadores cantarão também em albergues de São Paulo nos sábados de dezembro. Já estão confirmados os de São Simião e Boracea. Nestas visitas o grupo atenderá a pedidos, interpretando canções de Silvio Caldas, Francisco Alves, Dalva de Oliveira, Ary Barroso, Vicente Celestino e outros.

(F. G.)

Copyright © 2006. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais.