Brasileirinho - PrincipalMisture e Mande

Arquivo

Mistura e Manda

Nº 154 - 31/1/2007

Projeto Brasileirinho: agradáveis surpresas

O Projeto Brasileirinho, que a professora de Filosofia Vânia Corrêa Pinto criou a partir do CD Brasileirinho (2003) de Maria Bethânia, não pára de nos surpreender agradavelmente. Primeiro, foi a alegria de conhecer uma iniciativa gerada no âmbito do Ensino Médio (a saber, no Colégio Estadual Vicente Jannuzzi, no Rio de Janeiro) valorizando todas as formas da cultura brasileira; em seguida, a confiança que Vânia depositou em nós, permitindo a veiculação do material gerado pelo Projeto em nosso site, com a criação de um novo diretório nosso que entrou no ar dia 20 de dezembro.

A maior surpresa, e certamente a mais agradável, é a constatação de como a proposta foi bem recebida por nossos leitores. De 20/12 a 29/1, houve 922 acessos a arquivos do projeto - incluindo tudo: o texto que apresenta o Projeto, seminários, poemas, fotos, crônica... Uma média diária superior a 23 visitas só a esse material.

Nossa forma de retribuir é nos empenhar para que o espaço do Projeto fique cada vez melhor. Segunda, 29, colocamos no ar uma crônica de Vânia intitulada Bethânia é Sonho, Quimera e poemas das alunas da turma 1003 sobre a Cabocla Jurema. Aguardem, pois outras novidades virão em breve - e para isto contamos com apoios importantes, entre eles o da própria Maria Bethânia. Após o show da cantora em 2 de dezembro na Casa Vivo Rio, Vânia pediu-lhe ajuda para conseguir que o aluno seja um multiplicador do mundo na escola e da escola em seu mundo e Bethânia, apertando sua mão, disse-lhe: Vou te ajudar! (veja este momento em foto de Beti Niemeyer clicando aqui).

(Fabio Gomes)

* * *

Petrobras Sinfônica: silêncio nos 20 anos

Os 20 anos da Orquestra Petrobras Sinfônica, que se completam agora em 2007, não serão assinalados por concertos, como seria de se esperar. A assessoria de imprensa da orquestra informa que a suspensão dos concertos decorre em função de reformas programadas. O retorno triunfal está projetado para 2008. Aguardemos.

(F. G.)

* * *

Prêmio Uirapuru: 7ª edição

O site O Dilúvio promove a sétima edição do Prêmio Uirapuru, e não tem marmelada: quem escolhe os melhores do ano que passou é você! Vote até segunda, 5, acessando o site do Prêmio. Detalhe: para visualizar o formulário de votação e a lista dos concorrentes, habilite seu navegador para abrir pop-ups.

(F. G.)

* * *

O Cabeleira: ajude a restauração

Em 1962, Milton Amaral filmou nas cidades de Mococa (SP) e Arceburgo (MG) a adaptação para o cinema do romance O Cabeleira, de Franklin Távora. A fita integra o ciclo do cangaço, um dos mais expressivos do cinema brasileiro, e tem como protagonista um dos atores-símbolo do ciclo, Milton Ribeiro. Integram o elenco ainda Helio Souto, Marlene França, o cantor Francisco Egídio e o músico Bola Sete.

Pra variar, esse é mais um dos filmes que pode se perder se não houver uma rápida ação para seu restauro. Duas entidades de Mococa, a Produtores Independentes e o Museu Histórico, se mobilizam para evitar a perda da obra. Sabe-se que a distribuição do filme foi feita pela PAM Filmes, a empresa de Mazzaroppi, para a qual Amaral dirigiu também clássicos como Jeca Tatu (1959) e O Corintiano (1966). Pode haver uma cópia ou mesmo o master d'O Cabeleira na Itália, sob a guarda da Prodi Filmes, ou de seus sucessores legais.

Toda ajuda e informação é bem-vinda; os interessados devem entrar em contato com Coelho de Moraes, da Produtores Independentes, pelo e-mail [email protected].

(F. G.)

Copyright © 2006. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais.