Brasileirinho - PrincipalMisture e Mande

Arquivo

Mistura e Manda

Nº 180 - 16/3/2008

María Paz assiste show de Bethânia e Omara

A cantora chilena María Paz Mera Lemp está passando alguns dias no Rio de Janeiro. No sábado, 15, foi ao Canecão, juntamente com a professora Vânia Corrêa Pinto e algumas alunas do Colégio Vicente Jannuzzi, assistir o show de Maria Bethânia com a a cantora cubana Omara Portuondo.

Amanhã, 17, María Paz, que é também professora, aproveita para conhecer o Jannuzzi, aprofundando seu conhecimento do Projeto Brasileirinho, que ela pretende implementar nas escolas em que leciona, em Santiago.

Sempre é bom lembrar: foi através do nosso site que María Paz conheceu o Projeto - o assunto foi tema do boletim de estréia da Agência de Notícias Brasileirinho.

(Fabio Gomes)

***

David Byrne recomenda Alessandra Leão

Caros amigos:

Já ouviram falar de um cara chamado David Byrne? Ele era o cantor e compositor da banda americana Talking Heads nas décadas de 70 e 80... É um dos músicos mais influentes de sua geração... No Brasil, tornou-se um pouco mais conhecido por ter lançado Tom Zé nos Estados Unidos através do seu selo Luaka Bop, contribuindo para que o trabalho do baiano fosse devidamente reconhecido em seu próprio país...Ah...e também por ser amigo de Caetano Veloso...

E Alessandra Leão? Conhecem? Pois é... Descobri, por acaso, que David Byrne colocou as faixas "Arruda e Sossego" (Alessandra Leão - Juliano Holanda - Mavi Pugliese) e "Desperta!" do CD Brinquedo de Tambor em sua Playlist mais recente, ao lado de nomes como Laurie Anderson e Radiohead ... Trata-se de uma lista com algumas das suas canções preferidas (entre as que ele "descobriu" ultimamente) e que ele recomenda com entusiasmo.

Para conferir, basta acessar o site Radio DavidByrne.com. Apesar de tratar-se da seção RADIO do site, não é possível ouvir as faixas... Há um breve texto, em inglês, em que ele recomenda a audição das músicas.

Para quem não sabia: o selo de David Byrne (Luaka Bop) lançou no ano passado a coletânea What's Happpening in Pernambuco dedicada à música contemporânea do Nordeste do Brasil e incluiu a faixa "Cobrinha" de Tiné, com produção musical e arranjos deste que escreve... Confiram no site do Luaka Bop.

E eu que escutava, aos 16 anos, os discos do Talking Heads... e achava que isso era impossível!!

Um abraço,
Caçapa
Compositor, arranjador,
produtor musical e violeiro,
em 27/2/08.

NR: As duas músicas de músicas de Alessandra Leão que David Byrne recomendou em janeiro, mais "Não Dê Desgosto" (Biu Roque - Alessandra Leão), podem ser ouvidas desde novembro de 2007 na página da Rádio Brasileirinho. A gente já sabia! (Fabio Gomes)

***

Camerata Brasileira e o rótulo

Caramba, Fábio!! Gostei muito do artigo Como Rotular a Camerata Brasileira?, ficou realmente muito bom. O último parágrafo matou a pau, clareou as coisas para mim, acabou explicando (e encerrando!) um dilema que há tempos vivemos: Somos ou não um grupo de choro? Agora tu deste a resposta!

Muito obrigado por teres ido aos nossos shows e principalmente pela parceria de todos estes anos. Tua opinião é muito importante para nós.

Um abraço,
Moysés Lopes,
em 4/3/08

***

Onde vai ficar a estátua de Elis Regina?

Uma estátua em homenagem a Elis Regina está pronta desde a metade de 2006, mas não foi inaugurada até agora por falta de acordo quanto ao local onde ela deva ficar. A questão foi debatida numa reunião no Salão Nobre da Presidência da Câmara Municipal de Porto Alegre, na tarde da quarta, 12.

De um lado, a Companhia Zaffari, que doa o monumento à cidade, quer que ele seja instalado junto à Usina do Gasômetro, no Centro. De outro, moradores do bairro do IAPI, zona Norte da Capital, onde a cantora morou dos 7 aos 18 anos, lembram que já houve uma votação popular que, por maioria absoluta, decidiu pela instalação no IAPI.

- Qual a identificação de Elis com a Usina? - questiona Marisa Ramos, amiga de infância de Elis. Marisa mantém contato com a mãe de Elis, dona Ercy Carvalho Costa, que mora em São Paulo, e diz que dona Ercy também quer a estátua no IAPI.

O argumento apresentado pela Cia. Zaffari para que se prefira a Usina não resiste a uma análise mais detida. O publicitário Luiz Coronel, que representou a empresa, alegou o temor do vandalismo; a secretária-adjunta municipal da Secretaria Municipal da Cultura (SMC), Ana Fagundes, acrescentou que a opção primeira do prefeito José Fogaça era mesmo pelo IAPI, mas observou que "há mais de 200 monumentos e bustos necessitando de restauração devido ao vandalismo". Aos antigos vizinhos da maior cantora do país, ofereceu-se a possibilidade de instalar no local um busto de Elis, obra em bronze do escultor russo Iuri Petrov.

Enfim, o tema segue em discussão; a Associação dos Moradores da Vila dos Industriários (Amovi) deverá promover um debate nos próximos dias para examinar a questão.

Modestamente, quero contribuir para o debate com as seguintes observações:

1 - O vandalismo a monumentos não começou agora; já existia igualmente em 2006, e não pareceu então ser impecilho para que se propusesse a construção do monumento.

2 - Quantos dos "200 monumentos e bustos necessitando de restauração devido ao vandalismo" estavam no IAPI? Até onde sei, a maioria dos monumentos depredados em Porto Alegre localiza-se na área central.

3 - Se não havia intenção de cumprir o decidido na votação que definiu pela instalação no IAPI (ou, por outra, se o local já estava decidido de saída), por que se colocou a questão em votação?

4 - O que leva o Zaffari e a SMC a acreditar que a estátua de Elis no IAPI poderia ser depredada, e o busto feito por Petrov não?????

(F.G.)

***

Cumprimentos

Olá Fabio, tudo bem?

Estive dando uma olhada no seu site, está muito interessante. É bom poder contar com um espaço que divulga informações diferenciadas.

Abraço,
Luciana Marcon,
atriz, em 5/3/08

Copyright © 2008. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais.