Brasileirinho - PrincipalMisture e Mande

Arquivo

Mistura e Manda

Nº 183 - 22/5/2008

Samba da Sapucaiu é destaque no Carnaval das Culturas em Berlim

Berlim sedia anualmente o evento Carnaval das Culturas. A 13ª edição da festa foi realizada de 9 a 12 de maio, com marcante presença do Brasil. No domingo, 11, grupos brasileiros como Afoxé Loni, Amasonia, Bloco Explosão, Boi da Caipora Doida e Locomotiva do Frevo brilharam no desfile do evento, que contou com mais de 4 mil participantes de aproximadamente 80 países. A imigração tem grande influência na capital alemã: dos 3,5 milhões de habitantes de Berlim tem registrados, cerca de 500 mil são de origem estrangeira, vindos de pelo menos outros 184 países.

A escola de samba campeã do 12º Carnaval das Culturas, a Sapucaiu no Samba, não se abateu pelo fato de não poder ser premiada este ano: ao som de uma orquestra de 114 percursionistas e com 120 dançarinos e artistas, não deixou ninguém parado - nem mesmo o fato do samba-enredo com o qual a Sapucaiu comemorava seus 10 anos ser em português foi o suficiente para diminuir a empolgação que tomou conta do público presente.

O carnavalesco alemão Markus Nichelmann, o "Marquinhos", diz que busca fazer uma junção das culturas alemã (marcada pela ordem) e brasileira (mais associada à diversão). Ele diz (em português fluente) que devemos aprender a ser "felizes hoje independente do que vamos fazer amanhã". Desde que voltou da primeira viagem ao eixo Rio-São Paulo, há oito anos, Marquinhos vem colaborando tem contribuído à escola que o compatriota Dietrich Kollöffel fundou em 1998.

- Fui contagiado por um vírus, que é o samba - conta Marquinhos. - Enquanto outros turistas iam pro Pão de Açúcar, eu queria ver como eram os ensaios de samba e fui construir fantasias.

O resultado dessa "infecção" pela música brasileira é que, em apenas uma década, a Sapucaiu no Samba se tornou uma das maiores escolas de samba fora do Brasil, com amigos espalhados por toda a Europa. Tanto que, este ano, vários dos sambistas que fizeram parte do elenco vieram de países como França, Polônia, Eslovênia, Holanda, Suécia, Inglaterra, Rússia,
Turquia e Peru, além de outras partes da Alemanha.

(Texto: Elton Hubner - edição: Fabio Gomes)

***

Coreografia de "Bachianas" vence festival espanhol

A coreógrafa gaúcha Heloisa Bertoli recebeu no começo de maio o 1º lugar na categoria Melhor Coreografia do Festival Barcelona Dance Awards. Foram premiadas suas coreografias de dança contemporânea "Bachianas nº 5", "Hai Kai" e "Brejeira". Heloisa concorreu com mais de 200 coreografias de 19 países. O troféu que conquistou é inédito para o Brasil.

(Cíntia C. Bracht)

***

Collector's lança em CD programa sobre Noel Rosa

Entre 6 de abril e 31 de agosto de 1951, Almirante produziu e apresentou na Rádio Tupi (Rio de Janeiro) um programa contando a vida de seu amigo e parceiro Noel Rosa. No Tempo de Noel Rosa teve a participação de parceiros e amigos do Poeta da Vila, que contaram passagens até então pouco conhecidas de sua vida, além de cantar seus grandes sucessos e mesmo músicas que ainda não haviam sido gravadas - e para isso Almirante contava com o auxílio luxuoso do elenco musical da Tupi, um dos melhores do Brasil à época. O programa, depois ampliado em novas séries, foi a base do livro que Almirante publicou em 1963, com segunda edição em 1977, também intitulado No Tempo de Noel Rosa.

Esses 22 programas foram digitalizados e lançados num CD de arquivos MP3 pela Collector's. Entre os destaques, Hélio Rosa, tocando violão ao estilo de seu irmão Noel, acompanha Aracy de Almeida ao vivo; Almirante declama os versos da embolada "Chuva de Vento", última composição de Noel, cuja melodia se perdeu; e Wilson Batista fala da polêmica que Noel começou ao escrever "Rapaz Folgado" como resposta a "Lenço no Pescoço" (polêmica esta, aliás, que não repercutiu muito na época em que ocorreu, entre os anos de 1933 e 1936, e só ficou mais conhecida a partir deste programa). A descrição detalhada dos programas está disponível no link http://www.collectors.com.br/CS05/cs05_02af.shtml; o CD que comentamos reúne todo o material que a própria Collector's havia lançado anteriormente em 11 fitas cassete.

Cada CD custa R$ 440,00, mais o custo de envio (R$ 13,00, até 3 unidades; e R$ 0,90 por unidade adicional. Por exemplo: na compra de 6 unidades, você pagaria R$ 455,70). Se você preferir o envio por Sedex, informe isso em e-mail para [email protected], acrescentando seu CEP correto.

Para adquirir o CD, efetue o depósito do valor que corresponde ao seu pedido na conta da Collector's Studios de Restauração de Áudios Ltda. (CNPJ 05.825.082/0001-27) no Bradesco (agência nº 2801-0 - conta corrente nº 6812-8), enviando cópia do comprovante por fax para 21-3643-6700, contendo as seguintes informações: seu nome e endereço completos para a remessa bem como telefone e e-mail para contato, e a referência: "22 programas NO TEMPO DE NOEL ROSA no formato MP3". A cópia do comprovante, escaneada, pode ser enviada também para o e-mail [email protected], acompanhado igualmente de seu nome, endereço e contatos, mais a referência do programa. O prazo para envio é de até 5 dias úteis a partir do depósito.

(F.G.)

***

Outras notícias da Collector's

(F.G.)

Copyright © 2008. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais.