Brasileirinho - PrincipalMisture e Mande

Arquivo

Mistura e Manda

Nº 96 - 11/4/2005

Novidades no Brasileirinho

O novo lema do Brasileirinho - "Aprecie SEM moderação" - começou a ser veiculado ao pé da página principal no sábado, 9. Aos poucos, ele será incluído em nossas outras páginas.

(Fabio Gomes)

***

Botoneras, a gaita em filme

Na quinta, 7, gravei meu depoimento para o documentário Botoneras, uma realização de alunos do curso de Produção Audiovisual da PUC-RS, com direção de Fernando Basso. Falei sobre a chegada e evolução do instrumento no Brasil, aprofundando o que já havia exposto no artigo Gaita no Sul = Sanfona no Nordeste.

O entrevistado da semana anterior foi o gaiteiro Gilberto Monteiro, autor do megasucesso "Milonga para as Missões", que geralmente abre os shows de Renato Borghetti.

(F. G.)

***

Mensagens de Pessoa

O compositor e cineasta baiano André Luiz Oliveira (diretor de Louco por Cinema, 1995) é admirador de longa data do poeta português Fernando Pessoa (1888 - 1935). Em 1986, musicou diversos poemas do livro Mensagem (1934) - por incrível que pareça, o único que o poeta publicou em vida! O LP teve a participação dos brasileiros André Luiz Oliveira, Belchior, Caetano Veloso, Cyda Moreira, Elba Ramalho, Elizeth Cardoso, Gal Costa, Gilberto Gil, Moraes Moreira, Ney Matogrosso e Zé Ramalho, além da portuguesa Gloria de Lurdes. O LP e o vídeo resultante foram exibidos em pela televisão portuguesa em cadeia nacional.

A excelente acolhida d'aquém e d'além-mar estimulou Oliveira a ampliar o Projeto Mensagem. Agora foram musicados todos os 44 poemas do livro. Um novo CD - Mensagem 2 - foi gravado, em que participantes do 1º volume (Cyda, Elba, Gil, Gloria) receberam o reforço dos brasileiros Daniela Mercury, Milton Nascimento, Mônica Salmaso, Ná Ozzetti e Zeca Baleiro e do caboverdiano Mario Lucio. O CD será lançado em São Paulo no sábado, 16, às 19h na Livraria Cultura (Shopping Villa-Lobos - Av. Nações Unidas, 4777), em show do grupo formado por André Luiz Oliveira (voz e violão), Ocelo Mendonça (violoncelo e flauta) e Daniel Baker (teclados) e os convidados especiais Cyda Moreyra, Glória de Lurdes e Paula Razek. Há previsão de lançamento de um DVD ainda este ano.

O Projeto Mensagem é o convidado da Casa Fernando Pessoa, de Lisboa, curadora da obra do poeta, para participar de todos os eventos que serão realizados nos países de língua portuguesa e em toda a Europa neste ano em memória dos 70 anos de falecimento do autor de Mar Português.

(F. G.)

***

Prosa em Verso

Desde a quarta, 6, meu poema 25 Anos de Festivais vem sendo veiculado pelo blog Prosa em Verso, mantido pela poetisa Tatiana Monteiro Costa.

Trata-se de um blog democrático: ao invés de tantos outros em que só entram textos do próprio blogueiro, o Prosa em Verso está aberto a todos os poetas que queiram participar. Sabemos que, usando como desculpa o mito de que "poesia não vende", as editoras dificilmente se animam a lançar livros de poetas novos. Assim, canais como este ajudam a diminuir a distância entre escritores e público. Uma bela iniciativa. Parabéns, Tatiana!

(F. G.)

***

O primeiro Agostinho dos Santos

Sem suspeitar que um dia haveria um cantor com esse nome, o escritor Machado de Assis deu a um personagem seu o nome de Agostinho dos Santos. Não era um artista, mas sim um político, pai dos gêmeos Pedro e Paulo, protagonistas do romance Esaú e Jacó (1904). No livro, seu penúltimo romance, Machado já não demonstrava a mesma verve presente em clássicos como Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881).

Não se imagine que os pais do cantor se inspiraram no personagem ao escolher o nome do filho. Nascido em 1932, o menino foi batizado como Augustinho dos Santos, só adotando a grafia Agostinho ao ingressar na vida artística.

(F. G.)

Copyright © 2005. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais.