Voltar

 

HERANÇA BRASILEIRA

(Adriano Martins "Dino" - Rodrigo Weber - Fernando Garcia "Fernandinho")

Samba, feito no morro em um barracão
Vem de um poeta sua emoção
É sempre um canto pra se eternizar
Aos grandes, que deixaram marcas no meu coração
Império, Portela e minha Estação
É nossa cultura, fonte desse chão.

O velho samba agoniza mas não morre
Sua raiz é mais forte, não deixa ter um fim.
Com nossos mestres, que iluminam sua história
Silas, Candeia, Cartola...
Eterno reduto de glórias, samba que me traz a nostalgia
Que me faz valer a vida, me orgulho em te cantar
Sou da velha guarda, sou da antiga
Esse gente tão amiga
Que não deixa o samba acabar.

Copyright © 2004. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais