Brasileirinho - Noel Rosa - Ladrao de Galinha

Brasileirinho - PrincipalVoltar ao Menu

 

Ladrão de Galinha
Revista Radiofônica em 2 ATOS,
de NOEL ROSA

1º ato

A cena se passa no Meyer, entre dois namorados: Diogo, ladrão de galinha, e Josefina, cozinheira de Madame Genoveva. Josefina, depois de muita insistência de Diogo, promete a este deixar o portão aberto. Diogo penetra à meia-noite no galinheiro de Madame Genoveva e consegue arrancar um galo, por meio de bomba de gás lacrimejante. Na volta, porém, ele tropeça na lata de lixo... O galo canta uma Canção do Galo Capão e Madame Genoveva apita:

Có... có... có... có... có... có... ro
Có... có... có... có... có... có... ró
Eu hoje estou com gogo
Não aperte o meu gogó.

Você é ladrão de galinha
Quem me informou
Foi a minha vizinha
Sou galo... e se você me roubar
O papagaio hoje vai
Me desmoralizar.

Diogo levanta com o galo e corre vertiginosamente... mas, ao virar a esquina, é atropelado por uma carrocinha de leite. Madame Genoveva, que vem correndo de camisola, efetua a prisão de Diogo. Chega o comissário que leva ambos para o distrito. Madame Genoveva diz que o ladrão de galinha é namorado de sua cozinheira. O comissário intima Madame Genoveva a voltar no dia seguinte com a cozinheira Josefina. O comissário canta para Diogo a marcha Roubou, Mas Não Leva:

Você roubou...
Roubou mas não leva
O galo é da Genoveva!

Você entrou... agarrou o galo e se pirou
Pirou mas tropeçou
Esse capão vagabundo que nem raça tem
É dela e de mais ninguém.

Fim do 1º ato.

2º ato

A cena se passa no distrito entre o comissário, Madame Genoveva, Diogo e Josefina. Madame Genoveva acusa Diogo, cantando o samba Foi Ele:

Quem roubou o meu capão de estimação?
Foi ele...
Quem abriu o meu portão para o ladrão?
Foi ela...
Depois ele tropeçou... ô...ô
Mas meu galo não se machucou
Quem parou porque a carroça atropelou?
Foi ele...

Foi um galo que cantou... ô...ô
Um cachorro que acordou... ô...ô
Quem comeu sempre galinha na cozinha?
Foi ele!

Diogo se defende da acusação de Madame Genoveva cantando o samba A Genoveva Não Sabe O Que Diz:

A Genoveva não sabe o que diz
E nunca soube onde tem o nariz
Salve as aves, os ovos, as ovas
E as cozinheiras bem novas
Às quais sempre quis um grande bem
O Meyer encontrou enfim alguém
Que amansa galos e pintos também.

Pegar um galo lá no Meyer é um brinquedo
Bomba de gás lacrimejante é meu segredo
Mas na saída a gente cai e o galo faz "cocorocó"
E o cão rasga o nosso paletó.

O comissário vai aos poucos quebrando sua severidade para com Diogo, que acaba dominando o ambiente com sua conversa macia. Madame Genoveva, irritada, acaba agredindo o comissário. Diogo e Josefina aproveitam esse momento para fugir. Chega o prontidão que socorre o comissário. Madame Genoveva é recolhida ao xadrez em companhia do galo.

Fim de Ladrão de Galinha."