Brasileirinho - Principal

Voltar ao Menu

É SAGRADO PARA MIM...

Na continuidade do Projeto Brasileirinho - Os Tons da Aquarela Cultural de nosso País, em 2007 a professora Vânia Correia Pinto trabalhou com as turmas 2001 e 3003 do Colégio Estadual Vicente Jannuzzi (Rio de Janeiro) o tema O que é Sagrado para você? Publicamos aqui algumas das redações das alunas sobre o tema. Ah, não estranhe: a aluna Caroline Lima de Albuquerque escreveu mesmo dois textos sobre o tema. A profª Vânia comenta que o fato dos trabalhos estarem sendo publicados no Brasileirinho tem entusiasmado os estudantes a ponto de eles, algumas vezes, irem além do que foi solicitado - como ocorreu com Caroline.

O AMOR É MAIS QUE SAGRADO (Arilene Rodrigues da Silva - Turma 3003)

Oh! Amor, tu és sagrado
Tu és um dom de Deus
Tu és o sentimento mais precioso
Que o ser humano pode sentir.

Oh! Como é grande tal sentimento
Tu és grandioso para todos nós
Só Deus é capaz de te fazer
Oh! Sagrado sentimento

Como seria a vida sem ti
Como seria o homem
Como seria a minha vida
Como seria o mundo sem tal sentimento

Quero te sentir sempre
Quero ser sua até na eternidade
Quero ser sua escrava
Oh! Amor quero sempre te sentir

Nada pode ser maior que tu
Nem mesmo os homens
Pois você é sagrado,
Sagrado amor da vida.

***

É SAGRADO PARA MIM (Caroline Lima de Albuquerque - Turma 2001)

Ter metas para atingir
Sonhos a alcançar e nunca desistir
Saber o que é certo ou errado
Sem deixar o caráter de lado

Ter princípios, ter educação
E sempre de tudo tirar uma lição,
Saber amar, saber se doar, saber resolver
E fazer, sim, da vida, algo de alegria e prazer

Ter alguém para se apoiar
Mas sem deixar que venha lhe incomodar.
Acreditar que existe sempre uma força maior
E fazer disso uma busca, um suor.

Querer ser feliz e amar
Bons momentos recordar, e os ruins abandonar
Fazer de tudo o que coração mandar
Para provar que tudo vale a pena
Mesmo que seja preciso arriscar.

***

SAGRADO SER (Caroline Lima de Albuquerque - Turma 2001)

O Homem sentado na varanda de sua casa
Pensava por uns instantes
O que lhe poderia ser mais sagrado:
Talvez o amor da mulher que não conhecera
Talvez a música que ninguém lhe cantara
Ou quem sabe o dinheiro que lhe roubaram.
Não, esse homem tão taciturno e triste
Não envelhecera simplesmente do passado
Não haveria de dizer ser o sagrado algo que se foi
Algo que não existe e que nem lhe tocou
O sagrado para o homem da varanda
É o hoje, aqui e agora
É o momento que não volta e que está
Contido em suas mãos.
O Homem agora de pé,
Levanta-se, olha para o horizonte
E sai em busca de si mesmo.

***

SAGRADO (Christiane Rosa Siciliano - Turma 3003)

Sagrado para mim é minha família,
Meus pais, que são o âmago do meu ser,
É meu centro, meu núcleo,
É de onde vim, é o meu suporte.

Sagrado para mim são meus amigos,
Nos quais tenho toda confiança,
São os que me suportam e confortam nos dias tristes
E com os quais divido minhas alegrias e felicidade.

Sagrado para mim é o meu trabalho,
Pois é dele que tiro meu "sustento",
É nele que me realizo
E tenho a oportunidade de crescer.

Sagrado para mim é o conhecimento,
Pois é uma coisa que não custa e
Ninguém pode comprar,
Se leva para toda vida.

Sagrado para mim é o amor,
A paz, a esperança,
E todos os outros sentimentos bons que ainda existem.

Sagrado para mim é minha religião,
Que me ensina a viver, me guia e me mostra quem sou e tudo o que posso ser,
É somente ela que me proporciona fazer minha REVOLUÇÃO HUMANA.

Sagrado para mim é o universo,
Pois sou partícula dele e, ao mesmo tempo,
Ele está dentro de mim.

Sagrado para mim é a natureza em toda sua plenitude.

Sagrado para mim é a vida,
Porque sem ela, eu nada seria, nada faria,
Seria apenas mais uma energia a vagar por aí.

Sagrado para mim é tudo o que me cerca,
Minha família, meus amigos, meu trabalho,
o conhecimento, os mais puros sentimentos, minha religião,
a natureza etc, pois se tudo isso não existisse
Para mim nada mais seria sagrado.

***

SINCERIDADE, MAIS QUE SAGRADO (Fernanda Barbosa - Turma 3003)

Ela não é abstrata,
Sinceridade é concreta
ainda existe
nas pessoas certas.
Acredito nessas pessoas
por mais que doa,
machuque ou magoe.

A sinceridade constrói
amizades, amores, paixões
Mas quando é contida
provoca desilusões.
Dessas que derrubam um a um
no chão material.

Sou dessas que caem,
todavia, sei levantar-me depressa.
Mesmo fraca reconsidero a situação
e parto em busca da solução: GENTE.
Eu sou carente de gente.
Nem todo ser humano é gente,
mas toda gente é ser humano.

***

O QUE É O SAGRADO PARA MIM... (Helen Rosário - Turma 2001)

A minha infância querida
O amanhecer do dia
O cair da noite
A bela natureza
O canto dos pássaros
O sol radiante
A lua minguante
Aproveitar cada minuto
de minha vida, como
se o mundo fosse
acabar hoje.
Amar ser amada
Viver a vida intensamente
sem pensar em nada.

***

É SAGRADO PARA MIM... (Juliana Lopes - Turma 2001)

Ter uma pessoa com quem eu possa conversar
Alguém com quem eu possa desabafar
Alguém com quem eu possa compartilhar minhas alegrias e minhas tristezas.
Alguém que esteja disposta a me aconselhar
Ver o céu e o mar
Duas coisas que podem nos alegrar
Pessoas e animais
Dois seres que são tão iguais
Ter um pai e uma mãe
que possam me gerar
Um pai que possa me mimar
E uma mãe que possa me orientar
Ter uma família e amigos
é mais que importante
É sagrado
Por isso agradeço a Deus por ter me abençoado.

***

É SAGRADO PARA MIM... (Roberta da Costa Trindade Barbosa - Turma 2001)

É sagrado para mim a paz, porque sem ela nós não conseguimos manter o equilíbrio e a vida em ordem.
Tudo depende de paz, o seu dia-a-dia, exatamente tudo. O ideal é que todos tivessem muita paz. No entanto, há quem viva com uma parcela ínfima.
Paz é aquele momento em que geralmente começa-se a rever o passado, a pensar no que está acontecendo no presente e a planejar seu futuro, é aquele momento em que se transforma a vida em um filme e se faz uma análise do que se fez de certo e de errado.
Deve-se sublimar esses momentos de serenidade, porque isso significa PAZ.

***

METAFÍSICA (Viviane de Sales - Turma 2001)

O grande segredo da humanidade já foi revelado, não há nada a fazer. As coisas não serão como um dia a sua voz doce me jurou que seriam. Tudo que deveria ser nosso não está mais aqui, mas nós estamos. E sofremos por isso, porque integramos o nada, o vazio, o último minuto.
Aquelas gotas de chuva se transformarão em lágrimas de sol. E toda a água deste planeta irá inundar o outro mundo... A nossa moeda possui muitos lados. Precisamos de fogo para queimar esse livro velho que só contém mentiras, que teve todas as páginas arrancadas no instante em que a morte foi criada...
O nosso desespero é o esplendor da alma humana nos dias de hoje, e isso me basta. Estou feliz com os fragmentos que ainda tenho.

Copyright © 2007. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do Brasileirinho para fins comerciais